março 19, 2008

[ Dia do Pai ]

Esquizofrenia, ela que sempre te levou para sítios onde ninguém consegue penetrar, ela que te deixa sem afectos, sem laços, sem sentidos, sem memórias.. Ela que faz com que te afastes de quem mais te ama. Eu sei que nada acontece por acaso e "ela" não chegou à tua vida sem ter um porquê.
Agora sei-o e entendo. Não sinto revolta, não sinto fantasmas. Tenho somente pena que "ela" não me deixe entrar bem lá ao fundo, agarrá-la e tentar fazê-la recuar, pois ela não perdoa, ela, machuca, ela faz sofrer quem mais próximo de ti está. Já estive, já não estou! Aprendi a ganhar a distância necessária dentro de mim, para não me magoar, ensinar quem mais próximo de ti está é que é mais complicado!.
Sei que sabes que sim, sei que sabes mais do que aquilo que deixas transparecer, mas não consegues, não chega a ser consciente, para que o digas, para que o sintas.

Este que é o teu dia, me deixou muitos anos amargurada, porque te liguei anos a fim a desejar "Um bom dia, Pai!!" e no dia seguinte, o dos meus anos, o telefone teimava em nunca tocar, para desejares "Feliz dia, filha!". Mas tudo passou, tudo passa. E acredita, nada deixou de mágoa! Quando te vejo, gosto de te ver. Quando me ligas, gosto de te ouvir!
Neste que é o teu dia e o dia de todos aqueles que amam seus filhos, porque lá no fundo acredito piamente que nos amas, te dedico esta música, que não sei porquê, me faz recordar-te neste dia.

10 comentários:

macati disse...

lindo!

* Atelier Ao Meu Gosto * disse...

Sei que ao escreveres uma lágrima teimou em sair, sei porque ao ler uma das minhas também quase apareceu!
Um sorriso te deixo...
Beijinhos, lena

Goudarte disse...

Um beijinho mt grd.
Tocou-me profundamente...

sónia disse...

Muito bonito!

Mónica disse...

já me puseste a chorar... assim como puseste no dia em que entraste pelo braço d'ele na Igreja...

Anonymous disse...

o meu coração fixou reduzido a pó ao ler o teu testemunho tão sentido e honesto. A sabedoria com que enfrentas as coisas comove-me.

Patricia

hpinto disse...

És linda miúda.
É mesmo assim a vida lindinha, aprendemos a contornar os problemas e transformamos as dificuldades na nossa força.
Penso que nem preciso de te dizer que me tocou este teu testemunho e esta tua prova de amor-
Beijocas grandes e até amanhã :o*
Lena

Faz de Conta disse...

Um beijo do tamanho do Mundo...

Anonymous disse...

Amar é compreender e aceitar.É essa a medida do verdadeiro amor, que exige de nós e leva tempo a acontecer.Bem haja por este testemunho que é o testemunho do amor puro.Comoveu-me muitíssimo.Tudo de bom para si.

Ester Durães disse...

este post deixou-me com uma lágrima no canto do olho, pela emoção que senti nas tuas palavras!
vi que cada uma esconde um sentimento que sentiste ou sentes e que te provoca alguma dor... sei que és capaz de a superar sempre com um sorriso e espero que a minha pequena mensagem te dê a força suficiente para que ele apareça no teu rosto!
Muitos beijinhos minha querida**